11 de mai de 2009

Alan Amaro - 09/05/2009

Com o passar da década de 90, o anarco-punk que ja vinha de meados dos anos 80, começa a desenvolver caracteristicas próprias sobre questões específicas. Além das bandas e fanzines, existiam os coletivos, que buscavam implementar na prática a política de vida pensada pelos punks. Alan, fez parte da banda Metropolixo e relembra dessas questões no trecho que segue.

8 de mai de 2009

Notas Virtuais III

Mesmo sem posts recentes aqui no blog (falta de tempo basicamente), o projeto tem fluído com as gravações e o pensar de novas possibilidades de desdobramentos. O blog tem recebido elogios e mensagens de apoio em nossa empreitada, tanto aqui, no nosso canal do Youtube, como também em emails pessoais. Tem servido para nos colocar em contato com pessoas que fizeram essa história, e que nao tivemos a chance de conviver. Por outro lado também recebemos mensagens de velhos amigos. O dramaturgo Thiago Nogueira, vivenciou a cena punk-hardcore na década de 90. Ao saber de nosso projeto ele escreveu em seu blog pessoal algumas memórias e considerações interessantes que podem ser lidas aqui.

4 de mai de 2009

Eduardo Nasser - 19/04/2009

A decada de 90, é um momento onde o punk se diversifica. Ao passo que algumas pessoas tomavam contato com novas expressões, muitas outras ainda tinham como referência o punk surgido no Brasil na década de 80. O ex-vocalista do Newspeak Nasser era um desses. Ele relembra como via os punks da geraçao anterior, como era o cenário no começo da década de 90 e como ele vivenciou aqueles momentos.


Washington "Bebaça" Tomaz - 12/04/2009

Ao fim dos anos 80 o punk em São Paulo mergulhou de vez em uma realidade de violencia. O simples fato do que se vestia, ja poderia identificar a pessoa como membro de um grupo, trazendo consequencias. Indo na contramão, uma geraçao mais jovem surgia com novas propostas. Bebaça relembra como era o "clima" da época, e pensa como isso pode ter ajudado um determinado grupo de pessoas a desenvolver novas formas para o punk dos anos 90.


Paulo Félix - 06/04/2009

Paulo Felix fez parte da banda I. M. L. (Intense Manner of Living), viu a movimentação ao redor da Juventude Libertária, e o surgimento de novas bandas retomando o punk-hardcore de uma forma diferente dos punks dos anos 80. Ele conta em seu depoimento como era organizar shows de hardcore no começo da decada de 90, e como alguns setores do punk-hardcore em São Paulo se articulavam de formas distintas.