11 de mai de 2009

Alan Amaro - 09/05/2009

Com o passar da década de 90, o anarco-punk que ja vinha de meados dos anos 80, começa a desenvolver caracteristicas próprias sobre questões específicas. Além das bandas e fanzines, existiam os coletivos, que buscavam implementar na prática a política de vida pensada pelos punks. Alan, fez parte da banda Metropolixo e relembra dessas questões no trecho que segue.

11 comentários:

  1. Caralho, foda isso, mano c precisAR TENHO DEMOS DIGITALIZADAS E UMA PÁ DE MATERIAL DE HC 90S, ACOMPANHEI DE PERTO A CENA, FIZ PARTE

    tHIAGO dj

    ResponderExcluir
  2. estava navegando por algum site e vi esse blog. Cara, parabens pelo trabalho, muito bom mesmo, mostrar a cena do underground e falar um pouco dessa geração que tanto deixa saudade e que infelizment e muitos se esqueceram.

    Ofereço meu total apoio, pro que vc precisar de ajuda estou a disposição.

    me adicione no msn, dennys@fistt.com.br


    espero seu contato cara!

    Boa noite.

    ResponderExcluir
  3. Salve Marcelo,

    Saiba que o Constrito ainda vive entre nós!
    Meus parabéns por isso tudo cara, sou oriundo desta cena, e a cada video que vi fui novamente remetido a esse passado, que para mim foi o máximo.

    Se precisar de algo é só gritar!!!

    Provos Brasil
    www.provosbrasil.blogspot.com
    provos.brasil@gmail.com

    ResponderExcluir
  4. Salve.
    Esses dias estava vendo o teu blog e pensando numa coisinha: O livro e o punk-hardcore os dois sempre tiveram essa relação, seja como inspiração para nomes de bandas ou de letras. Autores circularam com uma certa influência, por exemplo, George Orwell, o velho Charles Buk, Guy Debord, o Stiner no meio anarco punk, Peter Siger, Henry Miller e tantos...era mto comum encontrar referências e citações em zines, demos e discos.
    Eu conheci mto autores por conta disso. Sei lá, só queria falar isso.hehehe
    força no projeto.
    abraço

    ResponderExcluir
  5. Bom dia
    Me chamo João Gabriel, e ano passado eu fiz um documentário para o tcc em radio e tv, que trata basicamente do mesmo assunto que o seu, chama-se "DIY Working class 94", a retomada do punk hardcore nos anos 90 aqui no brasil.
    O documentário ainda não esta finalizado, na verdade eu tenho apenas um copião dele, sem tratamente de imagem, nem de audio e na vardade ele não me agrada em muitas coisas... porém hj em dia o projeto esta parado, por falta de tempo mesmo, de tocar o projeto sozinho. O fato que eu tenho muitas horas de entrevistas em video com diversas bandas e pessoas ligadas (leo e street bulldogs, dead fish, mozine e mukeka di rato, nene altro, muzzarelas, jeferson e agrotoxico, andré e zumbis, ricardo tibiu, nitrominds, henrike e gordo blind pigs, george e tito holly tree, steve etc ...) e eu estou com esse material parado sem ter lançado e sem previsoes de mecher nele... agente poderia conversar e eu mostrar o que eu tenho para vocês darem uma olhada no material e ver o que vocês podem usar.

    Bom fico no aguardo de algum contato
    João Gabriel
    (11) 9995-0068
    jao.allgore@gmail.com

    ResponderExcluir
  6. Opa aqui Felipe ideal records www.idealrecords.com.br e gostaria de saber se ja tem quem lance o documentario se nao eu tenho interesse. vamos conversar?
    meu email
    felipe@idealshop.com.br
    abraz

    ResponderExcluir
  7. Pô, muito legal a iniciativa. Tanto o blog pra divulgar quanto o documentário em sim. Tive banda punk entre 1999-2001 no interior de São Paulo, e ler isso aqui me deixou nostálgico. Boa sorte com o projeto vou fazer um post sobre ele lá no meu blog, quarta feira. O endereço é http://punkbrega.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Falae blz??

    Sou guitarrista do Overlife inc.

    muito legal a iniciativa

    um abs, e boa sorte!!!

    ResponderExcluir
  9. foda a parte que o cachorro da uma mijada no cara !

    ResponderExcluir
  10. è isso ai alan, grande honra de conhecer ele e ser meu antigo professor!

    ResponderExcluir
  11. Alan! Não acredito! Este é um cara que se me visse em SP não ia me deixar apanhar, pelo menos não sozinha! kkkkkkkkkk

    ResponderExcluir