29 de jul de 2009

Entrevista

O blog "Diário de Palco" da MTV, mantido pelo jornalista Gustavo Pelogia , entrevistou (o prolixo) Marcelo Fonseca. O resultado, depois das devidas edições pode ser lido aqui. Agradecemos mais uma vez o apoio. Acreditamos nisso como uma forma de divulgação do trabalho que pode apresentá-lo para novas pessoas, ampliando nossa rede de relacionamentos, amizades e possíveis colaboradores.

24 de jul de 2009

Notas Virtuais V

Um dos pontos que mais nos agradam na interface virtual desse trabalho, além de comentários e saudações é quando o que mostramos aqui, é absorvido e causa uma reflexão. Sávio Vilela é jornalista e sabe exatamente do que falamos. Ele viveu a experiência do punk-hardcore brasileiro na década de 90. Seu texto reflete muito bem o que pretendemos resgatar, e nos lembra de como é prazeiroso esse trabalho, não só pelas pessoas mas pela própria história que vai se fazendo contada. Outro que também comentou o trabalho, foi o nosso entrevistado Nenê Altro. O ex-vocalista do Personal Choice e tantas outras bandas, também deixou uma nota em seu blog , e aqui retornamos nossos agradecimentos.

20 de jul de 2009

Notas Virtuais IV

Percebemos um aumento considerável de visitas no blog no fim da semana passada. Sem sabermos, o site Zona Punk soltou uma pequena nota elogiando nosso trabalho. Ficamos lisongeados e felizes com o comentário. Essa simples exposição nos proporciou receber um número maior de novos visitantes, e de pessoas que não atingiriamos normalmente. Realçamos que esse trabalho, também se ampara em redes de relacionamento. Pessoas com quem não convivemos e fizeram parte dessa história nos chegam por ter entrado em contato com o blog. Dessa forma, deixamos aqui nossos sinceros agradecimentos ao Zona Punk, e a todos que nos tem apoiado nesses meses. Deixamos também um salve especial, as pessoas que cada vez mais tem se aproximado, nos ajudando e incentivando. Sintam-se a vontade para divulgar o site, comentar, dar sugestões.

Se quiser ver a nota do Zona Punk entre aqui.

Carlos "Mamá" - 27/06/2009

Alguns setores do punk sempre tiveram uma aproximação maior com as questões políticas. De determinadas maneiras, o punk sempre colocou importantes questões na pauta do dia. Uma destas, a luta contra a homofobia. Por outro lado, do discurso para a ação prática, nem sempre tudo foi como nas letras das músicas. Mamá mora em Curitiba, e aborda em seu comentário as questões de sexualidade no âmbito do punk, a partir de suas experiências, mostrando que essa comunidade também tem espaço para a auto-crítica.

Marcelo Fusco - 04/06/2009

As referências de estilo, musicais, políticas e de pensamento do punk nunca foram estanques. Ao redor do mundo muitas bandas, surgiram apresentando novas idéias em seu tempo e espaço próprios. No Brasil isso não foi diferente, o início da década de 90 com mais facilidade de acesso a informação, algumas pessoas foram tomando contato com novas formas do punk-hardcore que até então era de relativa novidade. Marcelo Fusco, fundou o Torture Squad, Tube Screamers, Againe e outras bandas, e nesse depoimento ele comenta como foi se aproximando de novas referências.

Zé Rodolfo - 22/05/2009

Mais ou menos na metade da década de 90, a internet proporcionou acesso a informação como nunca havia existido antes. Isso teve um impacto até mesmo nas formas de sociabilidade das pessoas ligadas ao punk. Zé Rodolfo, participou da movimentação ao redor da Juventude Libertária, cantou na banda Clear Heads e mais tarde no Sight for Sore Eyes. Nesse depoimento ele pensa os efeitos da internet para a comunidade punk-hardcore.